You are currently browsing the category archive for the ‘Art Déco’ category.

O termo Art Déco se origina na contração do nome da Exposição que, em Paris, 1925 marcou o auge do estilo – Exposition des Arts Décoratifs et Industriels Modernes (Exposição das Artes Decorativas e Industriais Modernas). Tal denominação é recente, no inicio do século XX era “Estilo Moderno”.

Abrange todos os domínios da criação humana, aproximadamente entre 1915 e 1945. Arquitetura, decoração, moda, arte, desenho industrial, cinema, artes gráficas, publicidade, mobiliário.

As principais características são as linhas geométricas, privilegiando a aerodinâmica, e inspiradas por diversas culturas antigas, como a Grécia, o Egito, entre outras, e no caso brasileiro a Cultura Marajoara (400-1400).

Edifícios, esculturas, jóias, luminárias e móveis são geometrizados. Sem abrir mão do requinte, os objetos têm decoração moderna, mesmo quando feitos com bases simples, como concreto (betão) armado e compensado de madeira, ganham ornamentos de bronze, mármore, prata, marfim e outros materiais nobres. Diferentemente da Art Nouveau, mais rebuscada, a Arte Déco tem mais simplicidade de estilo.

Postado por: Emanuela Tassoniero

Anúncios
Fonte: farm4.static.flickr.com/3513/3933339053_fd345

Fonte: farm4.static.flickr.com/3513/3933339053_fd345

As ondulações lineares inspiradas na flora são substituídas por combinações de formas geométricas. Tal escolha de geometrização deve-se à incidência do cubismo sobre as artes decorativas: movimento pictórico e depois escultural ligado à uma busca análitica e objetiva da forma. Em alguns, o despojamento das superfícies será acompanhado da predileção pelo ângulo reto, pelas cores primárias e pelas formas elementares, círculo retângulo, triângulo. Outro movimento artístico, o futurismo, exaltação da velocidade da máquina, acentua a simplificação das formas e as pesquisas sobre o movimento.

Arte Negra- Ligado ao aparecimento do cubismo, o sucesso das artes africanas suscita o emprego das linhas quebradas, das espirais, das formas totem, do ébano e das lacas escuras.

Motivos de frutos e flores- Embora fortemente estilizados e transpostos ao gosto cubisra, as rosas e os frutos subsistem em grande número, reagrupados em buquês, em guirlandas, em cestos ou reunidos por um pano.

Repuxo de água- Tema favorito, tem ampla participação com as palmas, os leques e as plumas nas composições de estilo”Mil e uma noites”, introduzidas pelos temas e cenários dos balés russos.

Postado por: Emanuela Tassoniero

TRABALHO ACADÊMICO

Este blog tem a finalidade de discutir os períodos e a arquitetura que se produziu no Brasil desde a sua origem, por meio de sua história, características sociais, econômicas, mobiliário e também decoração. Este blog faz parte de um trabalho acadêmico orientado pela professora Ana Laura Villela para a componente curricular Arquitetura no Brasil do curso de Arquitetura e Urbanismo da UNOCHAPECÓ.