Os móveis desse perído além de serem lindos, são ainda muito modernos e ainda são usados na decoração de interiores.

Cadeira e Mesa- A escola de Nancy, sob a influência do seu fundados, Émile Gallé, mescla o naturalismo floral e japonesismo e às reminiscências rococós. A inspiração floral tende à estilização nas junções e nos espaldares: pés de mesa “libélula” ou “vara de parrera”, os espaldares lavrados em “umbelas”. Além da moda da escrita vertical nos móveis incrustados de assinaturas e poemas, o japonesismo influencia amplamente o estilo de composição de marchetarias

Mesinha- Esse excesso ornamental é mais discreto em Marjolle, outro criador da escola de Nancy, cujos movéis conservam uma pureza de linhas e proporções em conformidade com a marcenaria antiga.

Vitrina de bibelô- Um ritmo rege a concepção de conjunto do móvel e o jogo de linhas. Maleabilidade, dinamismo, senso plástico e sobriedade ornamentação.

Móvel de canto, cadeira e mesa- Uma verdadeira invenção plástica sobressai nos móveis de Guimard. A unidade da forma deve-se a um sentido rítmico que se estende a todos os elementos do objeto, a todas as suas ondulações. A depuração das linhas e dos contornos acarreta uma assimetria neutralizada, não sem virtuosidade, pela harmonia rítmica do conjunto.

Postado por: Emanuela Tassoniero